Histórico

A Dra. Maria Auxiliadora Jeunon Sousa graduou-se em medicina em 1976 e concluiu residência médica em dermatologia na Faculdade de Ciências Médicas da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) em 1978. Na época, o serviço de Dermatologia era chefiado pelo Prof. Rubem David Azulay que lhe fez o convite para que se dedicasse à Dermatopatologia. Desta forma, em 1979, tornou-se professora da mesma instituição, tendo participado da fundação do Setor de Dermatopatologia, que chefiou por 30 anos. No início, contou com a ajuda dedicada da Dra. Isabel Irene Rama Leal, na época residente de Anatomia Patológica da UERJ e com os ensinamentos valiosos do Prof. Luis Peres Quevedo e do Prof. Amado Barcaui. No entanto, precisou ser autodidata em grande parte do seu percurso, passando inúmeras horas debruçada sobre os fundamentos da patologia e da histologia, enquanto acompanhava e correlacionava os achados clínicos com os aspectos histopatológicos das biópsias de pele. Trabalhou por três anos no serviço de Anatomia Patológica do Hospital da Polícia Militar, chefiado pelo Dr. Benjamim Rodrigues Terra, também de inestimável valia para solidificar a abordagem patológica da dermatologia e integrar as duas especialidades. A Dra. Auxiliadora complementou sua formação no Departamento de Dermatopatologia da Universidade de Nova York em 1988 e 1991, dirigido nesta época pelo Prof. A. Bernard Ackerman.

Na vida Universitária, a Dra. Auxiliadora contribuiu para a formação de centenas de dermatologistas, assim como de anátomo-patologistas com especial interesse pelas doenças da pele. Em 1994, oficializou a sua já prolífica atividade privada, criando a empresa ID – Investigação em Dermatologia, um serviço de consultoria dedicado exclusivamente ao diagnóstico das doenças da pele, mucosas externas, anexos/apêndices cutâneos e hipoderme, que nasceu após 15 anos de experiência em dermatopatologia. Para esta realização, foi grande a influência do Prof. Jarbas Anacleto Porto, sucessor do Prof. Azulay na UERJ e seu grande incentivador. Com ele, aprendeu a ciência da observação cuidadosa e o valor de construir a sua própria experiência.

Desde então, a ID – Investigação em Dermatologia destaca-se por conciliar grande capacidade técnica, seriedade e profissionalismo a uma visão humanizada da medicina, na qual o paciente é o mais importante e a razão principal da sua atividade. Cada espécime que lhe é confiado é tratado por todos os membros de sua equipe, em todas as etapas necessárias para a realização do exame, com todo o respeito e atenção que merece. No caso de dermatoses complexas, nas quais um diagnóstico inequívoco não pode ser alcançado puramente através dos achados microscópicos, pacientes são estimulados a comparecerem à ID- Investigação em Dermatologia, onde são examinados e se necessário biopsiados novamente, a fim de se estabelecer o diagnóstico preciso, baseado em estrita correlação clínico-patológica.

A ID – Investigação em Dermatologia acredita que cada paciente merece o melhor tratamento disponível para a sua doença e que a primeira etapa para a escolha racional de um esquema terapêutico é o diagnóstico correto. Essa é a nossa missão.