Caso para diagnóstico. Carcinoma de células escamosas pigmentado da pele – Revista Anais Brasileiros de Dermatologia

dezembro 16, 2015

O carcinoma de células escamosas pigmentado é variedade rara de carcinoma de células escamosas, havendo apenas 13 casos de localização na pele relatados na literatura inglesa, cinco na literatura latino-americana e nenhum caso na brasileira. Neste trabalho, os autores relatam um caso de carcinoma de células escamosas pigmentado da pele, destacando os aspectos clínicos, histopatológicos e imuno-histoquímicos.

Ana Luisa Sobral Bittencourt Sampaio1, Ângela Cristina Akel Mameri2, Thiago Jeunon de Sousa Vargas3, Marcia Ramos e Silva4, Amanda Pedreira Nunes5, Sueli Coelho da Silva Carneiro6

1Médica, mestranda do Programa de Pós-Graduação em Clínica Médica da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) – Rio de Janeiro (RJ), Brasil.
2Mestre (Dermatologia) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) – Chefe da Dermatologia da Clínica Medicina Especializada (MESP) – Vitória (ES), Brasil.
3Research fellowship pela Ackerman Academy of Dermatopatology – Médico, preceptor e chefe do Departamento de Dermatopatologia do Serviço de Dermatologia do Hospital Federal de Bonsucesso (HFB) – Rio de Janeiro (RJ), Brasil.
4Doutora em Medicina (Dermatologia) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) – Professora-associada e chefe do Serviço de Dermatologia do Hospital Universitário Clementino Fraga Filho – Universidade Federal do Rio de Janeiro (HUCFF – UFRJ) – Rio de Janeiro (RJ), Brasil.
5Acadêmica da Faculdade de Medicina – Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) – Rio de Janeiro (RJ), Brasil.
6Doutorado em Medicina (Dermatologia) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) – Professora-adjunta de Dermatologia da Faculdade de Ciências Médicas da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) – Docente-colaboradora e dermatologista do Hospital Universitário Clementino Fraga Filho – Universidade Federal do Rio de Janeiro (HUCFF – UFRJ) – Rio de Janeiro (RJ), Brasil.

Recebido em 18.11.2010. Aprovado pelo Conselho Editorial e aceito para publicação em 24.03.2011. * Trabalho realizado no Serviço de Dermatologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) – Rio de Janeiro (RJ), Brasil. Conflito de interesse: Nenhum Suporte financeiro: Nenhum Como citar este artigo: Sampaio ALB, Mameri A, Jeunon T, Ramos-e-Silva M, Nunes AP, Carneiro S. Dermatite seborreica. An Bras Dermatol. 2011;86(6):1061-74.

Veja a publicação